Seminário: Delinquência Juvenil

No passado dia 20 de Abril, decorreu no auditório do ISMAI o seminário sobre a “Delinquência Juvenil – Explicações e Implicações”.

Decorrido o evento e como já era esperado, contamos com uma grande afluência de pessoas, não só da área de Criminologia mas das mais diversas áreas, como reinserção social, psicologia, serviço social, órgãos de policia criminal, entre outros de igual modo relacionados com a temática. Os presentes puderam contar com as explicações de profissionais que contactam com o fenómeno da delinquência juvenil no dia-a-dia.

De uma forma geral, foi enriquecedor para todos, pois foram abordados aspetos bastante elucidativos sobre o tema, iniciando na contextualização do fenómeno e abarcando ainda aspetos relacionados com a intervenção e prevenção.


Detido por roubar sapatos de mulher decapitada

Um homem de 46 anos foi detido pela polícia da cidade de Manchester, no Reino Unido, depois de roubar os sapatos e a mala de uma mulher, vítima mortal de um acidente com um camião. O insólito assalto foi capturado por um circuito interno de videovigilância que ajudou na identificação do ladrão, segundo o jornal ‘Daily Mail’.

Sarwari Ashraf, de 62 anos, tinha acabado de sofrer um acidente ao ser atingida por um camião que a decapitou.

Indiferente e insensível ao fatídico acontecimento, um homem acabou por tentar tirar partido da confusão entretanto instalada, roubando os pertences da morta, que tinham sido projectados a cerca de 100 metros do cadáver.

Seguiu-se uma autêntica caça ao homem, dado que a mala continha os documentos da mulher, fundamentais para a sua identificação.

O insólito foi filmado por uma câmara de vídeo-vigilância

“Sabemos que a comunidade está muito revoltada com o sucedido, mas quero tranquilizá-la, uma vez que temos uma equipa de polícias experientes que estão a investigar o assunto”, adiantou um porta-voz da polícia de Manchester.

O motorista do pesado que provocou a morte de Sarwari, um homem de 40 anos, encontra-se detido por crime de condução negligente.

In: www.cmjornal.xl.pt