PJ investiga abuso sexual de deficiente

A Polícia Judiciária do Porto está a investigar o caso de uma jovem de 18 anos, deficiente mental, que ontem se queixou de ter sido violada por um familiar, na casa da avó, numa freguesia de Vila Nova de Gaia.

A vítima terá resistido aos abusos e foi brutalmente agredida pelo predador, sendo posteriormente transportada para o Hospital Santos Silva, também em Gaia. A jovem sofre de um atraso mental e é oriunda de uma família carenciada. O CM sabe que os inspectores da Polícia Judiciária falaram ontem à tarde com a vítima, que se mostrou bastante abalada e confusa ao recordar a situação. A rapariga ficou internada na unidade hospitalar, onde será ainda sujeita a diversas perícias médico-legais. Segundo o CM apurou, a vítima estava aos cuidados da avó, enquanto a mãe recupera de uma cirurgia no hospital da Póvoa de Varzim. Teve alta ontem e foi imediatamente visitar a filha.

In:www.cmjornal.xl.pt